Análise NASCAR The Game 2013

NASCAR The Game 2013 marca o retorno da séria ao PC depois de muitos anos, mas a qualidade final fica muito aquém das expectativas, a começar pelo facto de ser um port do jogo de 2012 NASCAR Inside the Line. O modo de carreira de NASCAR The Game 2013 oferece uma visão aprofundada e realista de uma temporada de NASCAR. Este não é um desporto que acompanhemos aqui em Portugal, mas certamente haverá alguns fãs. Infelizmente o meu conhecimento sobre o desporto não é muito grande. Em cada evento semanal , o jogador terá várias sessões de treinos , um evento de qualificação, a fim de determinar o seu ponto de partida na corrida, e a corrida em si . Ao longo da carreira, temos que competir contra os melhores da NASCAR que eu não faço ideia de quem sejam mas certamente haverá quem saiba. Infelizmente os problemas do jogo começam com a escolha de veiculo uma vez que só podemos escolher entre um carro da Toyota , Ford, ou Chevrolet, e não há nenhuma maneira de comprar mais.

A condução em si não agradará a todos. Ao contrário de outros desportos motorizados a minha opinião é que NASCAR é bastante aborrecido. Basicamente passamos o tempo a andar às voltas numa pista um numero enorme de vezes. Isso pode ser válido para praticamente todos os jogos de carros, mas as pistas aqui são um pouco mais aborrecidas. Andar à volta de uma pista 200 vezes pode trazer ao realismo e existem alguns outros elementos como os sinalizadores que são usados ​​depois de um acidente para repor a pista e manter um campo de jogo entre os adversários, mas apenas tornam o jogo mais aborrecido. As paragens são constantes e normalmente provocadas pela IA. Os modos alternativos como o modo a eliminar poderiam trazer alguma emoção mas estes estão limitados aos modos online.

As assistências à condução existem em NASCAR The Game 2013 mas apenas prejudicam. Enquanto que em Gran Turismo 6 por exemplo as ajudas são dicas à boa condução e ajudam os jogadores a evoluírem, aqui prejudicam a condução. A travagem automática torna-nos uma presa fácil nas primeiras voltas e é preferível desligar tudo o que diz ajudar-nos.  A personalização do carro depende da forma como se olha. No que diz respeito a peças é realmente pobre e não há praticamente nada por onde evoluir, no entanto no que toca a afinar todos os pormenores do veiculo existem realmente algumas opções interessantes.

Graficamente o jogo é decente, mas não há nada que se destaque. Os carros e pistas têm bom aspecto mas nada que impressione realmente. No que toca aos danos dos carros por outro lado pode até ser superior a alguns grandes nomes da industria, mas poucos são os condutores que correm para causar acidentes. No que toca ao som, esse é mais uma desilusão com tudo a parecer demasiado falso.  Apesar de todas as suas falhas , NASCAR The Game 2013 não é um jogo mau , mas depende muito do vosso gosto pelo desporto em si. Os fãs vão gostar, mas os outros vão-se fartar de andar à roda

6/10

Tiago Roque

Leave A Comment