Análise Race the Sun

Race the Sun não precisa de grandes orçamentos para ser um grande jogo, apenas de uma jogabilidade que nos faz perder horas e horas a correr contra o sol. Os controles são tão simples como a premissa. Temos que correr contra o sol, uma corrida infinita que só acaba quando batemos contra algo. Não temos controlo sobre a velocidade, apenas podemos virar para a esquerda e direito, mas Race the Sun não se trata de complexidade mas sim de reflexos.

Ele começa com bastante facilidade. Como o número de colisões fatais, o nível inicial vai começar a parecer familiar e isso tornará tudo mais fácil. A velocidade que tornava tudo incompreensível no inicio começa a parecer cada vez mais lenta. Não é fácil e vamos perder muitas vezes, mas isso é bom, porque cada colisão resulta numa reposição para o início. Apesar de más tentativas continuarem a acontecer começamos a notar que cada vez estamos melhores.

Há alguns elementos interessantes que diferenciam Race the Sun de outros eternal racers. Sem a luz do sol ,o avião que controlamos começa a abrandar e eventualmente para. Race the Sun incentiva-nos a continuar a jogar, adicionando mais profundidade e variedade de jogo a cada nova corrida. O jogo também é dinâmico por natureza , tornando cada nova corrida uma experiência diferente. Um tema dinâmico também pode ser encontrado dentro da leaderboard . A cada 24 horas, a leaderboard é limpa , com um cronometro de contagem regressiva no próprio ranking.

A única desvantagem do jogo digna de nota é a música. Depois de todo o tempo gasto em Race the Sun também não tenho a certeza se gosto da direcção artística. É usado um minimalismo que funciona bem, mas algum melhor detalhe era bem vindo. A ausência de distracções ajuda bastante aos nossos reflexos e à medida que a velocidade aumenta poderia ser um pouco difícil de lidar com muitos objectos. Tratando-se de um jogo feito em Unity é provável que tenha sido a escolha visual ideal, mas muitos podem não gostar do resultado final. Não há muito aqui que não possa ser criado com uma simples ferramenta de edição 3D e isso pode realmente irritar muitos jogadores.

Race-The-Sun

O melhor aspecto é realmente a jogabilidade. A nave flui bem e nunca senti que perdi por problemas técnicos, algo que não posso dizer de metade dos jogos do género. Não é um jogo para gastar horas seguidas, mas é sem duvida um jogo em que me vi regressar todos os dias para tentar o desafio diário da mesma forma que Spelunky por exemplo. Se gostam desse tipo de desafios esta é mais uma razão para comprar Race the Sun.

7/10

Tiago Roque

Leave A Comment