Análise: Line Of Defense Tactics – Tactical Advantage

A 3000AD foi buscar inspiração a jogos como XCOM: Enemy Unknown, mas optando por um esquema em tempo real e não por turnos. Tudo parece demasiado genérico. Tao genérico que eu poderia descrever Line Of Defense Tactics – Tactical Advantage recorrendo a espaço e ficção cientifica.

Imaginem alguns clichés dessa área e vão encontra-los. As quatro personagens principais são relativamente distintas, cada uma com as suas habilidades e função dentro do jogo. É importante pensar um pouco no equipamento que levamos para cada cenário, pois algumas armas sai melhores para lidar com algumas situações. Neste aspecto Line Of Defense Tactics – Tactical Advantage até faz um bom trabalho.

ss_03173b348f3b4086558c0ccbbfcf64549db73008.1920x1080

Existem algumas escolhas interessantes e o resultado no terreno varia bastante conforme o equipamento que levamos. No que diz respeito ao combate Line Of Defense Tactics – Tactical Advantage oferece um combate em tempo real em que clicamos no inimigo para atacar e nas unidades aliadas para lhes dar ordens ou escolher melhoramentos. A cobertura é importante, especialmente quando o inimigo tem a vantagem numérica. Escolher a melhor altura para utilizar o limitado arsenal pesado, como por exemplo as granadas é a chave do sucesso.

Cada cenário tem vários objectivos que temos que cumprirpara avançar para o nivel seguinte. À medida que avançamos no jogo os inimigos vão ficando mais fortes e perigosos e torna-se quase obrigatório eliminar todos os inimigos antes de tentar cumprir os objectivos. Ao eliminar os inimigos ganhamos experiência que podemos usar para desbloquear novas armas e equipamento.
ss_f272ad5164a33bdf9794626f459463d0808653ca.1920x1080

Line Of Defense Tactics – Tactical Advantage arrisca também um pouco ao incluir cenários no espaço em que controlamos uma nave. Infelizmente esta ideia devia ter sido de fora pois os controlos são bastante pobres.

Apesar de fazer algumas coisas bem, Line Of Defense Tactics – Tactical Advantage não consegue esconder as suas origens. Este jogo foi lançado anteriormente nos smartphones e muita da interface parece não ter sido repensada para o lançamento no PC.

Tiago Roque

Leave A Comment