Análise: Retro Loonacy

A Looney Labs é conhecida por criar a série de jogos de cartas Fluxx, mas o ano passado lançou Loonacy, um outro jogo de cartas bastante divertido e rápido que analisei aqui. Apesar de divertido é jogo muito limitado que serve para ocupar alguns minutos. Retro Loonacy é exatamente o mesmo jogo sem adicionar ou retirar qualquer regra ou mecânica de jogo, mudando apenas a arte das cartas. Portanto não vale realmente a pena repetir o que já disse antes, mas vou resumir.

Em Loonacy o deck de cartas é composto por cartas com duas imagens. O objectivo de cada jogador é corresponder uma das imagens das cartas que temos na mão com uma das imagens presentes nas cartas da mesa. É uma espécie de dominó acelerado e caótico. O número de cartas na mesa varia entre 4 e 1, dependendo do número de jogadores. Quando há apenas dois jogadores em jogo existem quatro montes de cartas na mesa e reduz em 1 sempre que o numero de jogadores aumenta 1.

RetroLoonacy-Box-3d-sm

O funcionamento do jogo é simples seja qual for o nível de conhecimento do jogador e seja qual for a idade também. O importante é realmente ter reflexos rápidos, algo que a nova arte torna mais complicado graças em grande parte ao contraste inferior. Enquanto que o Loonacy original era composto por imagens coloridas bastante diferentes umas das outras e que faziam parte do portfolio de jogos da Looney, aqui temos imagens inspiradas na arte vintage, com imagens mais escuras e em que nem sempre a diferença entre o fundo e a imagem em si torna uma tarefa fácil distinguir as cartas quando o tentamos fazer o mais rápido possível.

Isto melhora com o tempo obviamente e não é um problema de maior pois as cartas são simplesmente fantásticas. A arte das cartas é dos trabalhos mais bem conseguidos da Looney Labs sem qualquer dúvida. Talvez tenham escolhido o jogo errado para se lembrarem do seu talento mas não se pode deixar de louvar este aspeto do jogo.

Se por um lado Loonacy pecava por na verdade não ter qualquer arte nova, pois todas as imagens vinham de outros jogos da série Fluxx, aqui há uma arte fantástica mas que não é tão perceptível como a do jogo original. O restante é mais do mesmo. Se é um jogo que vos interessa então optem por esta versão, simplesmente pela beleza das cartas que por um lado também tornam o jogo mais difícil.

Tiago Roque

Leave A Comment