Análise: Punch Club

A história de Punch Club começa com uma cena trágica que explica como o nosso herói quer ser o lutador mais forte e tudo o que acontece depois disso é principalmente apenas o treino dele. O jogador joga simplesmente selecionando diferentes itens do menu e ações para o seu personagem executar. Do mapa, o jogador pode ir a lugares como seu trabalho de construção para ganhar dinheiro, o ginásio para aumentar as estatísticas de luta, o supermercado para comprar comida e a casa onde a personagem pode dormir, comer e assistir TV. A razão para fazer essas atividades é maximizar os parâmetros que incluem aspectos como vida, fome, felicidade, cansaço e dinheiro. O malabarismo constante entre esses locais e actividades é um pouco estranho no início, mas uma vez que o jogador entra no balanço das coisas tudo se torna mais fácil.

Os visuais retro do Punch Club estão bem conseguidos com personagens e ambientes perfeitos em pixels que são uma reminiscência da era de 16 bits. Pode parecer antigo, mas tudo é impressionantemente animado, com animação suave, sprites detalhados e fundos, e planos de cores atraentes. No entanto no entanto não fica a ganhar nada com a transição para a 3DS uma vez que os efeitos 3D são muito pobres.

Punch Club tem taném um senso de humor muito seco que atrairá aqueles que gostam desse tipo de humor. O maior problema do Punch Club é que a jogabilidade é mínima. O jogador pode ganhar movimentos extras comprando-os com moedas, mas tudo ainda depende de apenas selecionar itens de menu. Basicamente o jogo consegue cativar com a sua jogabilidade no início, mas rapidamente farta o jogador e se torna repetitivo.

A dificuldade do Punch Club também pode ser uma dor. Às vezes, o jogador enfrentará um adversário que é muito poderoso para superar e apenas sabemos isso depois de entrar no ringue. Depois de lutar contra um lutador dominador, o próximo pode ser um fraco que cai quase imediatamente. Além disso, às vezes a nossa personagem é obviamente mais forte que seu oponente, mas eles acabam ganhando. Essa dificuldade esporádica é incrivelmente imprevisível. Além disso, suas estatísticas de luta diminuem a cada dia. Isso garante que seja obrigatório continuar a treinar sem que se consiga aumentar as estatísticas.

Tiago Roque

Leave A Comment