Análise: All-Star Fruit Racing

All-Star Fruit Racing é um jogo de corridas de kartings muito semelhante ao que encontramos em todos os grandes jogos do género de onde se destaca Mario Kart. No entanto esses jogos têm muito a ser favor que All-Star Fruit Racing  não tem, um bom leque de personagens que todos conhecem e uma licença forte por trás.

No que toca à parte técnica, apesar de ainda se encontrar em Early Access, a realidade é que All-Star Fruit Racing  se encontra bem polido, com uma jogabilidade bem fluída  e grafismo colorido e detalhado graças ao Unreal Engine que serve de base a tudo isto. No entanto a componente sonora é fraca, com sons ambiente genéricos, sem musica ou algo parecido que eu tenha reparado, os veículos também precisam urgentemente de algo melhor, assim como personagens e colisões. Outro problema é o suporte para resoluções ultra wide. Para um jogo que é tão recente que ainda não foi lançado fora de early access é uma surpresa desagradável ver as barras negras que apenas já só estava habituado a ver em jogos antigos e outros problemas que mostram a falta de experiência do criador, como por exemplo as opções do menu a virem de fora na zona das barras negras. Basicamente os criadores tinham na cabeça a preocupação o rácio normal apenas e esconderem os botões fora desse rácio para entrarem depois numa animação, mas isso não funciona em ultra wide.

A temática acaba por funcionar bem, sendo algo muito semelhante ao jogo ficticio que aparece em Wreck-It Ralph, mas a diferença de termos de frutas em vez de doces. Os próprios ecrãs de carregamento são bastante originais com factos a rodarem em rodapé sobre as várias frutas do jogo e não só. No entanto toda a temática não parece ter grande impacto fora do design dos níveis e personagens. As habilidades pouco diferem entre as frutas e realmente parece ficar a faltar algo mais que talvez venha a aparecer um dia nas próximas fases do processo de criação.

Outro problema que All-Star Fruit Racing  vai ter de atravessar é a componente online. No que toca a modos offline parece estar bem encaminhada, no entanto os modos online estão praticamente vazios, algo que pouco tem a ver com a competência do criador na parte de criar os ditos modos, mas nas vendas e promoção do jogo em si.

Apesar dos seus problemas, All-Star Fruit Racing  é já um jogo bastante interessante que vou acompanhar até ao lançamento final, o qual espero que esteja ainda melhor e com os componente que referi melhorados e refinados.

Tiago Roque

Leave A Comment