Análise: Bear With Me Episódio 3

Bear With Me conseguiu ganhar uma boa quantidade dedicados graças a alguns aspectos bem originais que expliquei nos episódios anteriores. Nos dois primeiros episódios, Ted e Amber ganham acesso a Paper City, onde eles acreditam que o seu irmão pode estar em perigo. Um misterioso “Homem Vermelho” está matando cidadãos da Cidade de Papel e construindo edifícios. O episódio 2 termina com a  despedida de Amber e Ted, quando Ted pede a Amber para abandonar a cidade para ela se recusa para procurar o seu irmão.

O episódio 3 de Bear With Me dá-nos a chance de jogar tanto Amber como Ted, cada um com inventários e atitudes diferentes. Amber sente a falta de Ted e fala sozinha enquanto que Ted se torna mais autodestrutivo. Ele reflete muito sobre a sua amizade com Amber e sabe que abandoná-la foi a decisão errada e o episódio final é gasto tentando reunir os dois amigos. Amber parece estar um passo à frente de Ted, e ela está quase a resolver o enigma do Red Man. É um toque interessante no jogo alternar entre os dois personagens e torna-o mais desafiante.

Este episódio é o mais negro dos três, visualmente e tematicamente. Amber e Ted lutam com seus demónios e descobrimos mais sobre o passado doloroso de Amber, criando um episódio mais interessante e adulto. Algumas das queixas do primeiro episódio foram os longos e ininterruptos blocos de diálogo. O Episódio 3 ainda é consideravelmente orientado para a história, mas as conversas tendem a mover-se entre personagens com mais frequência. Outra falha melhorada é a quantidade de itens que não servem para avançar a história. Estes são expectáveis neste género de jogos mas a quantidade nos episódios anteriores era demasiada.

Há alguns grandes enigmas neste episódio que são mais difíceis do que qualquer coisa encontrada no resto de Bear With Me. O jogo abre com um dos puzzles mais difíceis que nos bloqueia na mesma zona até o resolver. Será interessante ver o que os jogadores dizem sobre a dificuldade aumentada deste episódio, mas pessoalmente acho que torna o jogo melhor e mais interessante e não faltam tutoriais e playthroughs se ficarem presos.

No geral o Episódio 3 é uma conclusão sólida para a história do Bear With Me. O jogo amadurece rapidamente e, finalmente, alcança  todo o seu potencial, com um estilo melhorado e refinado e uma história que se torna mais adulta com o passar do jogo. Apesar de o primeiro episódio ter saido daqui com uma nota baixa, o jogo em si cresce tanto que isso é completamente irrelevante.

Tiago Roque

Leave A Comment