Análise: Slayaway Camp Butcher’s Cut

Slayaway Camp não é um jogo original para a Switch, tendo sido lançado já há algum tempo em outras plataformas, chegando agora à consola da Nintendo nesta versão Butcher’s Cut. Apesar de o jogo já ter sido lançado em praticamente tudo o que corre jogos, a realidade é que eu não o conhecia e a surpresa foi grande porque Slayaway Camp é um jogo simplesmente delicioso.

Existe um género de jogos de puzzles em que os jogadores têm de arrastar uma personagem sobre um cenário em grelha e tem de atingir certas células. O problema é que não há forma de parar onde se quer, sendo preciso pensar bastante numa forma de chegar a essas células porque apenas nos podemos mover verticalmente e horizontalmente até ao máximo pretendido. Não fazendo ideia de que nome se dá ao género em específico, já o vi a ser utilizado numa imensa variedade de jogos.

Mas se este é um conceito tão utilizado porque é que Slayaway Camp é um jogo fantástico? Bem, primeiro é um jogo que usa essas ideias de forma bastante sólida, introduzindo ideias próprias. Mas aquilo que realmente faz com que Slayaway Camp se destaque é a temática do jogo. Utilizando como ideia base o género de filmes de terror Slasher e misturando a mecânica de jogo que já referi ,Slayaway Camp é um jogo que é bem melhor do que tem todo o direito de ser.

O aspecto geral do jogo combina na perfeição com a simplicidade do jogo e é sobretudo graças ao seu grafismo em blocos que se consegue safar com a violência apresentada. Logo no início do jogo podemos escolher o nível de violência e em Rated R é simplesmente brutal. O jogo como já referi é um jogo de puzzles em que temos de deslocar um assassino em cada nível, tendo o jogador de eliminar todas as vitimas do cenário e depois ir até ao portal de saída. Cada vez que eliminamos uma das vitimas somos brindados com uma cena de morte que vai desde decapitações até empalhamentos.

A simplicidade do jogo ajuda à experiência agradável. No entanto esta simplicidade encontra-se apenas no início do jogo. Gradualmente são introduzidos novos elementos como os inimigos assustarem-se quando ocupamos uma célula adjacente à sua posição ou objectos que podemos empurrar e usar como bloqueio do nosso movimento ou para esmagar uma vitima. A quantidade destes novos elementos é realmente notável e enumerar-los é uma tarefa muito complicada, mas o importante a realçar é mesmo a dificuldade e complexidade que vai aumentando.

Em termos de conteúdo com esta nova Butcher’s Cut, a Switch recebe horas e horas de jogo. Entre cada nível podemos ganhar algumas moedas que podemos utilizar para desbloquear personagens ou para comprar pistas e soluções durante o jogo propriamente dito. A facilidade de ganhar estas moedas é grande, no entanto a quantidade de conteúdo é tanta que mesmo utilizando esta ajuda com frequência, Slayaway Camp dura umas largas horas de jogo a terminar e o preço do jogo apenas torna impossível não recomendar o jogo.

Tiago Roque

Leave A Comment