Análise: Pureya

WarioWare é um jogo da Nintendo que tem uma grande legião de fãs. Longe de ser um jogo normal, WarioWare praticamente inventou o seu próprio género de coleção de mini-jogos. Pureya baseia-se muito nesse mesmo formato, oferecendo uma vasta coleção de mini-jogos que vão sendo lançados em cadeia contra o jogador. Criado pela Majorariatto, Pureya […]

LER MAIS
Análise: The Fabled Woods

The Fabled Woods é essencialmente um “Walking Simulator”, um género que divide os jogadores, da mesma forma que muitos outros géneros onde a narrativa tem o papel central e a exploração é a praticamente o único elemento da jogabilidade. São poucos os jogos do género que não são muito parados e ao contrário dos jogos […]

LER MAIS
Análise: Warhammer Underworlds: Online

Aqueles que conhecem os jogos TableTop inspirados no universo Warhammer conhecem certamente Underworlds e para esses Warhammer Underworlds: Online não irá trazer grandes surpresas, já que é essencialmente uma versão digital do jogo com funcionalidades online. Quando o jogo foi lançado, os únicos warbands disponíveis eram Steelheart’s, Magore’s Fiends, Sepulchral Guard, Ironskull’s Boys, Farstriders e […]

LER MAIS
Análise: Loop Hero

Penso que já disse isto várias vezes, mas convém continuar a realçar. A Devolver Digital tem neste momento um dos portfolios de jogos indie mais interessantes do mercado. A originalidade dos seus jogos é certamente permeditada e incentivada e não me consigo lembrar de um jogo publicado pela Devolver Digital que seja mau ou aborrecido. […]

LER MAIS
Análise: Dandy Ace

Dandy Ace é um roguelite isométrico com alguns pormenores interessantes dentro do género. Os jogadores assumem o papel de Dandy Ace, um famoso mágico que foi preso pelo colega de profissão Lele. A história é alegre e a jogabilidade suave, o que juntamente aos visuais coloridos fazem de Dandy Ace um jogo bastante apelativo. Quem […]

LER MAIS
Análise: Code: Realize ~Wintertide Miracles~

Apesar de eu não ser o público alvo do género otome, consigo ver a diferença entre uma boa história e uma má. Este género é muito próximo de uma visual novel e não há muito em termos de jogabilidade, sendo a história o mais importante. Facilmente consigo entrar dentro do jogo e tentar aproveitar a […]

LER MAIS
Análise: Pascal’s Wager: Definitive Edition

Antes de começar convém realçar que dado que o jogo Pascal’s Wager já foi analisado aqui no ComboCaster e como é normal fazer aqui, esta análise irá incidir principalmente naquilo que é novo ou diferente nesta versão e não nas ideias base do jogo. Para saberem um pouco mais sobre Pascal’s Wager e sobre a […]

LER MAIS
Análise: Bravely Default II

O primeiro Bravely Default foi uma agradável surpresa quando foi lançado para a 3DS. Podem ler a nossa análise ao jogo original aqui. O jogo recebeu uma sequela ainda na 3DS, mas que não correspondeu às expectativas e que infelizmente não temos análise aqui no ComboCaster. Além disso o jogo recebeu algumas outras versões e […]

LER MAIS
Análise: Gravity Heroes

Gravity Heroes é um jogo de plataformas e shooter, desenvolvido pela Studica Solution e que chega através da PQube. O jogador assume o controle da atração gravitacional da personagem com a mecânica gravity shifter do jogo e tem que ao mesmo tempo lutar contra hordas de inimigos que vêm de todo o lado, seja do […]

LER MAIS
Análise: Orange Cast: Sci-Fi Space Action Game

Orange Cast é um shooter espacial na terceira pessoa. Desenvolvido pela Team Rez, Orange Cast inspira-se em The Expanse e em outros jogos muito conhecidos dentro do género, mas o resultado final é bem menos satisfatório do que essas influências poderiam indicar. Orange Cast falha em conceitos básicos de jogo. Do loop de jogabilidade e […]

LER MAIS