Análise: UnMetal

UnMetal é um tributo hilariante ao Metal Gear original. Muitos jogadores conhecem Metal Gear mas apenas depois do primeiro Metal Gear Solid, desconhecendo os dois primeiros jogos ainda em 2D lançados para a MSX. À primeira vista, UnMetal parece uma homenagem ao jogo clássico e a sua jogabilidade inicial baseada na furtividade, mas UnMetal é […]

LER MAIS
Análise: Blair Witch VR

Blair Witch é um dos filmes mais assustadores de sempre, especialmente se pensarmos que praticamente nada acontece durante todo o filme. Os criadores de Layers of Fear criaram um jogo inspirado no filme que recebe agora uma versão VR, que promete ser ainda mais assustadora. Apesar do jogo se chamar simplesmente Blair Witch, este não […]

LER MAIS
Análise: Secret Neighbour

De todos os jogos indie lançados na última década, Hello Neighbour é talvez aquele que nos deixa mais confuso com o seu sucesso. Estamos a falar de um jogo de foi mal recebido pela crítica em praticamente todos os meios de que tenho memória e no entanto tem vendido realmente bem. Tão bem que recebe […]

LER MAIS
Análise: Tetragon

Tetragon é um jogo com um conceito sólido que sofre essencialmente de maus controlos. Por muito bom que um jogo seja, apenas pode ser tão bom quanto os controlos deixam que seja. Torcendo o nível em incrementos de 90 graus, devemos atravessar até ao objetivo final, elevando e baixando os pilares para escalar ou limpar […]

LER MAIS
Análise: Night Book

Night Book é um FMV, ou seja um jogo que envolve essencialmente video real com atores e cenários. Se fosse um filme seria caracterizado como um “found footage horror”. Este género no cinema pode não ser recebido com grande alarido, mas quando é bem feito consegue realmente atenuar a barreira entre ficção e realidade, dando […]

LER MAIS
Análise: Trigger Witch

Imaginem que The Legend of Zelda tinha uma boa quantidade de armas além da espada e vão ter logo uma pequena ideia do que podem esperar de Trigger Witch. Parte RPG de aventura, parte twin shooter, Trigger Witch é um jogo bem conseguido e oferece uma experiência agradável e divertida, simplesmente não é tão bom […]

LER MAIS
Análise: CreatorCrate

CreatorCrate é um jogo indie de plataformas e puzzles desenvolvido por uma pessoa apenas, Jori Ryan e que apesar das suas limitações consegue fazer muita coisa bem. Em CreatorCrate, os jogadores assumem o papel de Creator Crate, um robô rápido com pequenas mãos agarradas e que se pode tornar uma caixa. A história do jogo […]

LER MAIS
Análise: Escape From Naraka

Naraka é essencialmente uma versão indiana do inferno e é um nome que irão começar a ver muito por aí. Depois de explorar praticamente todas as religiões mais conhecidas era apenas uma questão de tempo até a fascinante mitologia indiana começar a aparecer nos videojogos. Muitos jogos já se tinham inspirado nesta mitologia, talvez o […]

LER MAIS
Análise: The Vale: Shadow Of The Crow

Uma das componentes mais valorizadas nos videojogos modernos é o seu aspeto visual. Na minha opinião o importante é realmente a jogabilidade, mas é quase impossível um jogo AAA moderno ser considerado perfeito se não apresentar também os gráficos mais realistas que as plataformas atuais são capazes de produzir. É portanto impressionante que nos chegue […]

LER MAIS
Análise: Humankind

Apesar da série Civilization se integrar dentro de um género de estratégia com vários exemplos de outros franchises, é quase impossível não comparar cada novo jogo de estratégia por turnos do género 4X com os jogos da série Civilization. Humankind é um desses jogos que não podemos deixar de comparar, até porque ao contrário de […]

LER MAIS