Análise Rift: Storm Legion

Tal como prometido depois de analisarmos o jogo Rift vamos olhar para a primeira expansão, Storm Legion. Se Rift já não era propriamente pequeno, com Storm Legion faz com que seja enorme. Situado no mundo de fantasia de Telara, o seu vasto continente é mais do que apenas um mundo cheio de mobs e quests. Mas sobre isso dêem uma vista de olhos à análise do jogo original aqui.  Storm Legion aumenta o tamanho de Rift dramaticamente. Mais do que uma expansão é como um Rift 2, dada a quantidade de conteúdo. Sem duvida que actualmente Rift é dos poucos jogos que justifica o valor da mensalidade e em qualidade rivaliza com WoW. Dois novos continentes foram adicionados, cada um do tamanho do primeiro e o nível máximo passou de 50 para 60 e felizmente, as novas terras de Brevane e Dusken estão cheias de conteúdo. Há duas quests novas, dungeons, raids, uma frente de guerra PvP e muitas sidequests para descobrir.

Storm Legion não trás consigo mecânicas novas, mas compensa com conteúdo. Existem as novas quests Carnage em que têm simplesmente que matar X coisas. Não é a ideia mais inovadora, mas dão-nos horas de jogo e são activadas automaticamente sempre que matarem um mob relevante. No entanto a realidade é que este tipo de quests são simplesmente para nos manter ocupados, não é propriamente uma forma muito criativa de o fazer. Embora tecnicamente opcional, as quests Carnage são uma percentagem significativa do ganho de XP. O Nivelamento em Storm Legion exige que saltem entre os dois continentes, fazendo quessts através das áreas de nível inferior de ambos, antes de serem capazes de avançar para os níveis mais altos de cada um. Mas as missões da história por si só não serão suficientes para nos manter competitivos.

Uma mudança no jogo inteiro conseguiu reduzir o tédio das missões de caça de monstros. A actualização 2.0 que foi lançada juntamente com a expansão muda a forma como é repartido o dinheiro quando se mata um mob. Agora qualquer pessoa envolvida em derrotar uma multidão, seja através de ataque directo ou auxiliar de cura, é dada uma parte do XP e se tiver que matar esse mob para uma quest recebe mais um para o contador. Com isto Rift fica ainda mais próximo de Guild Wars 2 e da força da união. Jogar Rift é cada vez mais uma experiência colectiva e não um agregado de jogadores cada um a fazer as suas quests. Storm Legion parece ter sido projectado para tirar partido do conteúdo dinâmico. Tal como em Guild Wars 2 há uma sensação de haver sempre algo a fazer. Grupos naturalmente surgem para completar os eventos dinâmicos, é sem duvida uma experiência colectiva que tem muitos mais pontos positivos do que negativos.

Além de novos inimigos e eventos de alto nível dinâmicos, Storm Legion introduz rifts Hunt. Eles funcionam como divisões regulares, mas no sentido inverso: com os jogadores a tentar convocar um comandante enquanto ondas de inimigos atacam a sua posição. Defender com sucesso o abismo e o comandante emerge. Eles são muito divertidos e difíceis e ao contrário das fendas normais estas exigem mesmo que se trabalho em conjunto. Com tanto foco em conteúdo dinâmico, a história passa infelizmente para segundo plano. O Deus dragão Crucia despertou a sua legião e todas as quests caminham para resolver isso. Muito mais notável é o design mundial. Enquanto as áreas em cada continente são menos variadas a verdade é que são muito mais interessantes que as zonas do jogo original. Dusken é enorme e estéril, com as suas quatro áreas temáticas em torno da morte. É o menos impressionante dos dois lugares, mas o cemitério torna-se uma peça central impressionante. Brevane oferece o oposto, um amontoado de edifícios em ruínas cobertas de plantas vermelhas e assustadores tentáculos. Ambos são muito mais interessantes de explorar que as áreas originais.

Graças à ameaça Legion Storm, Guardians e Defiants trabalham agora juntos. Isso significa que todas as restrições que existiam antes não existem agora. Os jogadores podem agora juntar-se com alguém que use a expansão, o que ajuda a reduzir o tempo gasto em filas.   Storm Legion tem menos a oferecer aos jogadores que ainda estão a atingir o nível máximo, mas ainda há algumas adições disponíveis mundialmente. Dimensões são casas que para que podem transportar a qualquer altura e que podem construir com relativa facilidade com um simples drag and drop. Além disso esta novidade traz consigo uma série de características sociais que para mim são inúteis mas que certamente muitos irão gostar. As classes  tiveram uma revisão, com cada um recebendo uma nova alma para expandir os papéis potenciais que podem ocupar. As adições são mais simples para o guerreiro e mago, que variaram de ganho e ataques corpo a corpo, respectivamente, aumentando a sua eficácia em situações que eles tradicionalmente eram fracos.

Storm Legion pode não trazer uma enormidade de novidades mas compensa com conteúdo.  Rift é agora enorme e uma experiência muito melhor com as várias partes do jogo a unirem-se contra um inimigo comum. É muito mais cooperativo e há sempre algo para fazer, infelizmente a história sofreu um pouco com isso, mas por outro lado as novas áreas são muito mais criativas e interessantes, tanto o deserto de  Dusken como a vegetação de Brevane. Se já jogavam Rift têm todas as razões para continuar e comprar Storm Legion. Se não jogaram ainda Rift aproveitem o trial ilimitado e se gostarem avancem pois Rift é dos poucos MMORPGs que ainda justifica uma mensalidade.

Pontuação: 8.1/10

Requisitos do Sistema

Minimum:

    • OS: Windows XP, Vista or 7
    • Processor: Dual Core 2.0 GHz or better
    • Memory: 2 GB
    • Graphics: Nvidia GeForce FX 5900, ATI/AMD Radeon X300, Intel GMA X4500 or better.
    • DirectX®: 9.0c, June 2010 update
    • Hard Drive: 15.0 GB available
    • Sound: DirectX 8.1 compliant card
    • Other: Broadband internet connection (DSL, cable modem or other high speed connection)

Recommended:

    • OS: Windows XP, Vista or 7
    • Processor: Core 2 Duo 2.2 GHz or better
    • Memory: 4 GB
    • Desktop Graphics: Nvidia GTS 250 or better
    • Notebook Graphics: Nvidia GTX 200M series or better
    • DirectX®: 9.0c, June 2010 update
    • Hard Drive: 15.0 GB available
    • Sound: DirectX 8.1 compliant card
    • Other: Broadband internet connection (DSL, cable modem or other high speed connection)

Tiago Roque

Leave A Comment