Análise F1 2013

F1 2013 é o quarto da série da Codemasters, mantendo a série os seus lançamentos anuais. Apesar do esquema de lançamentos anuais ter rendido milhões à EA e continuar a faze-lo às custas de jogos como FIFA por exemplo, algumas série já caíram às custas da estagnação que os lançamentos anuais podem causar. Se Call of Duty consegue sobreviver, Assassin’s Creed já começou a ter quebras de vendas e Guitar Hero morreu praticamente. E F1 como se aguenta?

F1 2013 distancia-se da simulação da realidade, pelo menos no rigor e até os menus parecem ser mais do que funcionais. No fundo parece faltar chama a F1 2013, mas no fundo este é um lançamento anual, portanto o bom trabalho que existiu até agora não foi deitado para o lixo. Mas não deixa de ficar a ideia de que aquilo que mudou foi para pior. O teste de pilotos jovens por exemplo, pouco mais que um tutorial é e parece faltar algum do desafio que existia antes.

Há obviamente mudanças, há novas regras, novas pistas no calendário deste ano , mas na grande globalidade a Codemasters limitou-se a pouco mais fazer implementar as alterações que aconteceram no desporto real. Há novos cenários , e, embora alguns deles parecerem mais interessantes do que antes, isso não é exactamente uma grande melhoria ou que transforme o jogo para melhor significativamente. No entanto, há uma abundância de actualizações decentes no jogo. A Ai por exemplo é onde se nota uma notória melhoria, com adversários bem mais inteligentes, e apesar de o realismo no estilo de vida F1 ter quase desaparecido, F1 2013 é o jogo mais realista da série no que toca à jogabilidade das corridas em si e isso é óptimo.

Adicionar conteúdo dos anos 80 e 90, é também uma ideia fantástica. Faz lembrar as equipas das lendas nos jogos de futebol e vem trazer algo de realmente novo ao jogo. Os amantes do desporto irão adorar conduzir os carros clássicos e os mais casuais vão também gostar de conhecer um pouco da história do desporto. Além dos carros clássicos existem ainda algumas pistas clássicas. A precisam dos carros e pistas não é realmente grande e não abundam carros e pistas clássicos, mas é uma ideia fantástica que certamente irá aparecer em grande na edição do próximo ano ou em DLC.

256194997

Graficamente existe um aumento notório de qualidade. O grafismo está melhor e mais colorido, com replicas perfeitas de muitos dos carros e pistas. Aquilo que mais prejudica a autencicidade visual dos carros é a ausência de alguns patrocinadores. Patrocínios de bebidas ou tabaco não existem e por vezes fazem com que os carros pareçam despidos e parece realmente faltar algo em alguns dos modelos. Isto não prejudica realmente o jogo, mas alguns carros não são tão reconhecíveis como seria de esperar.

O modelo anual continua a dar lucro à Codemasters e apesar de não existir uma real evolução, F1 2013 é um passo à frente e meio atrás. Infelizmente não é um salto para a frente como todos gostaríamos, mas não deixam de existir razões para comprar a versão deste ano se forem realmente fãs do desporto, principalmente graças à adição de carros e pistas clássicos que são verdadeiramente o melhor aspecto das novidades deste ano. O multiplayer também não mudou muito desde o ano passado, mas tal como nas componentes a solo, os carros clássicos são a estrela das partidas online de F1 2013.

f1_2013_17

F1 2013 apresenta o melhor das corrida de F1 que a série já viu. A IA é melhorada , os gráficos são melhores, os carros clássicos são uma grande novidade, mas tudo o resto parece ter perdido folgo. Os menus são desinspirados, foi retirado algum desafio dos testes e apesar de ser uma óptima ideia adicionar conteúdo clássico, esse conteúdo é limitado e poderia ser usado de uma forma bem mais interessante e criativa.

Se são fãs de F1 não há razões para não comprar F1 2013 e se ainda não possuem nenhum jogo do género e têm ideias de o fazer, esta é a melhor versão até agora em maior parte dos aspectos. No entanto se compraram F1 2012 e apenas jogam ocasionalmente, então aproveitem para guardar o dinheiro deste ano e esperem pela versão para PS4, a qual deve ter bem mais melhorias que F1 2013 para as consolas actuais.

8/10

Tiago Roque

Leave A Comment