Análise Sonic Lost World

Para quem viveu a guerra Nintendo VS Sega na era da Super Nintendo ver Sonic nas consolas da Nintendo é estranho. O facto de muitos jogos Sonic actualmente serem exclusivos da Nintendo é ainda mais estranho. Sonic e Mario eram verdadeiros rivais, mas actualmente têm até jogos juntos e Sonic Lost World, apesar de não contar com a presença da mascote da Nintendo lembra bastante um dos melhores jogos de Mario, Super Mario Galaxy.

Sonic Lost World tenta combinar elementos dos jogos 3D e 2D de Sonic. Os fãs da série têm tendência a gostar muito mais dos originais jogos 2D e a realidade é que ser fã de Sonic não tem sido fácil ao longo dos anos. Depois dos inícios dourados na era 16bit, a passagem para 3D não tem sido sempre fácil e muitos dos jogos mais recentes têm sido muito criticados e em parte Sonic Lost World vem dar razão aos fãs, pois os seus melhores momentos são mesmo as secções 2D.

A história é simples, Sonic tem que salvar animais do malvado Eggman e um novo grupo de vilões. Além de dar alguma variedade e agradar aos fãs, não existe uma razão lógica para existirem níveis em 2D e a divisão também não é perfeita. Enquanto que o jogo começa com grandes e belos mundos 3D com ocasionais secções 2D, à medida que avançamos estas secções parecem tornar-se mais frequentes e ganhar mais destaque. Sonic é conhecido pela sua velocidade, algo que muitos dos jogos mais recentes têm falhado em mostrar, sendo essa a principal razão pela ira dos fãs. Em Lost World existem zonas que poderia realmente chamar de zonas à Sonic, em que a velocidade é grande e temos todos os elementos dos melhores jogos da série, mas também temos o contrário.

A melhor fase de Lost World é o inicio. Quando digo inicio não digo apenas o primeiro nível, toda a primeira metade do jogo é recheada de bons níveis com boas zonas de plataformas e dificuldade equilibrada, onde a velocidade de Sonic além de estar à vista, deixa o jogador no controlo. Mas à medida que avançamos a velocidade de Sonic passa a tornar-se um pouco artificial, com o jogo a retirar demasiadas vezes o controlo ao jogador. Os fãs de Sonic gostam da velocidade, mas mais do que isso gostam de controlar Sonic enquanto ele se desloca a essa velocidade. Ter o ouriço azul veloz mas em pouco mais que cutscenes não é de todo a solução.

28107SONIC_LOST_WORLD_Wii_U_Screenshots_720p_1280x720_v1_7

Lost World inclui também uma série de power-ups, mas nenhum deles é particularmente inspirado e por vezes metem-se no caminho da restante jogabilidade que é no geral simples. Parte do problema é a forma como o jogo nos ensina a jogar. Um esquema  simples e bastante utilizado em maior parte dos jogos actuais é fazer o jogador fazer um movimento ou uma acção pelo menos uma vez durante a campanha pelo menos uma vez, mas os criadores de Sonic Lost World acharam que era melhor ideia colocar dicas no GamePad enquanto o jogo continua, o que resulta em muitas delas serem completamente ignoradas.

Durante a maior parte do jogo, isto não é um problema, mas na segunda metade existem alguns picos de dificuldade que podem resultar numa perda de algumas vidas desnecessariamente. O combate é alias um aspecto negativo, especialmente no que diz respeito aos bosses que são verdadeiramente maus. Já aqui apresentei alguns problemas de Lost World. Maior parte são pequenas queixas que apenas somadas deixam marca num jogo que até é bastante competente.

28105SONIC_LOST_WORLD_Wii_U_Screenshots_720p_1280x720_v1_5

Mas aquilo que é difícil de desculpar, são as batalhas contra os bosses. Nenhuma delas é interessante. Muitos jogos têm um ou dois bosses que não conseguem oferecer um desafio tão interessante como os outros bosses, mas aqui nenhum dos bosses é interessante. Nenhum deles me deu gosto de derrotar e sempre que mais um aparecia a minha vontade de continuar a jogar diminuía.

Sonic Lost World pode não ser um jogo perfeito, estando até longe disso, nem sequer ser o melhor Sonic dos ultimo anos mas nas sequências em que é bom, é muito divertido. Graficamente é soberbo com um grafismo colorido que deixaria os jogadores na era 16bit estupefactos, basta olharem para algumas imagens e verem,  e a banda sonora é surpreendentemente muito boa. Infelizmente tem também uma quantidade enorme de pequenas falhas que se acumulam e o tornam apenas mediano e vemos isso principalmente sempre que nos encontramos à frente de um boss.

Sonic Lost World está também disponível para 3DS onde tem um design de níveis um pouco diferente, mas mantendo todos os pontos fortes e fracos que marcam o jogo da Wii U. A principal diferença acaba por ser a inclusão de multijogador online algo que não existe na versão Wii U que se fica pelo multijogador offline. Além disso existem alguns pormenores interessantes que permitem ligar as duas versões, mas nada disso justifica adquirir as duas versões. Infelizmente é preciso comparar este com os ultimos lançamentos do género e o eco do lançamento de Rayman Legends ainda se faz ouvir e pode tornar a vida difícil ao ouriço azul.

7.5/10

bao_13

Tiago Roque

Leave A Comment