Análise: Scribblenauts Unlimited

Nesta análise vou-me focar na versão Wii U, no entanto o jogo está também disponível para PC, numa versão praticamente idêntica e para 3DS, onde tem claramente menos funcionalidades e uns visuais menos ricos. O mundo de Scribblenauts é colorido e interessante. É neste mundo que vive Maxwell, a nossa personagem equipada com um caderno mágico que torna real o que ele escreve.

É com este instrumento que vamos resolver todos os problemas que o jogo nos vai colocando pela frente. As possibilidades são gigantes, tanto em opções mais calmas como de ataque. Infelizmente o jogo tem tendência a tornar-se bem mais fácil com opções ofensivas. Podemos simplesmente chamar um raio letal para resolver maior dos problemas.

ss_1cf25533a8b62fb958c1f9688536b6dea28dddc0.1920x1080

No entanto podem sempre tentar resolver os problemas com uma boa dose de humor e é aí que o jogo se torna bem mais agradável. Tanto poder numa criança pode ser perigoso e Maxwell torna-se um pouco mimado e um dos seus atos faz com que a sua irmã seja amaldiçoada. É esse evento que dá origem ao jogo e nos coloca em marcha para encontrar Starites, necessárias para salvar a vida da irmã de Maxwell e desbloquear mais áreas de jogo. Scribblenauts Unlimited não é o primeiro jogo da série, portanto pega numa formula e melhora-a bastante.

Pela primeira vez temos um mundo aberto à exploração, no entanto o progresso faz-se de uma forma semelhante. Cada área a que vamos tendo acesso tem consigo alguns desafios que temos que resolver e que obviamente vão-nos recompensando com o essencial para progredir. A forma de resolver estes desafios é completamente livre, ficando ao cargo do jogador usar a sua imaginação. Um dos primeiros problemas que temos que resolver é o de um homem que está a ser levado à loucura por um barulho intenso.

scribblenauts-unlimited-wii-u-E3-2012-screens-4

Depois cabe-nos a nós arranjar uma solução. Podemos tentar abafar o barulho, eliminar a fonte ou por exemplo tornar o homem surdo. Nem todas estas soluções são moralmente viáveis para todos os jogadores, mas o jogo em si não nos julga em nenhuma delas. Em parte é como a história do génio que interpretava os desejos como mais lhe convinha. Isto também significa que a quantidade de diversão que vão ter neste jogo varia bastante com a vossa imaginação.

Se tentarem resolver todos os problemas da mesma forma, ou com um conjunto de formas semelhantes, não estão realmente a aproveitar aquilo que Scribblenauts Unlimited tem para oferecer. Este jogo torna-se assim ideal para um publico jovem, mesmo a arte do jogo puxa para um publico juvenil, no entanto em Portugal esse efeito desvanece um pouco pois não existe localização para o nosso território. No entanto crianças com 14 ou 15 podem saber o mínimo de inglês para aproveitar bastante de Scribblenauts Unlimited.

Scribblenauts-Mario_1

Conhecimentos de inglês são precisos tanto para perceber a história e conhecer os objectivos como para avançar no jogo, pois para resolver problemas precisamos de usar vocabulário. Isto basicamente resume Scribblenauts Unlimited, são as soluções hilariantes que vamos encontrando que o tornam tão adorável. O maior problema é não sermos totalmente livres a criar soluções pois o vocabulário que existe não é completo.

Felizmente existe agora um editor de objetos que pode em parte solucionar isto. É uma ferramenta bastante simples de usar, no entanto seria bem vindo um tutorial. Na 3DS esta ferramenta não existe. Esta versão Wii U podia usar o GamePad de forma mais original, sendo que a única coisa que adiciona são controlos por toque, algo que ajuda bastante, pois ter que criar palavras sem um teclado por toque seria uma experiência bastante aborrecida.

Tiago Roque

Leave A Comment