Análise: Appointment with F.E.A.R.

Appointment with F.E.A.R. começou por ser um livro, da autoria de Steve Jackson, alguém muito conhecido por quem anda por este mundo da BD e TableTop mais atento. O mundo que ele criou é uma verdadeira homenagem aos universos da banda desenhada da Marvel e da DC.

Infelizmente não conheço o livro, mas no jogo, o jogador é um super-herói em Titan City, uma cidade que apenas se mantém de pé graças à nossa intervenção. Começamos por criar a nossa personagem através de uma série de opções bastante limitadas, que incluem o seu super poder, aspeto e nome de herói.

Nesta altura convém dizer que esta é uma aventura ao estilo livro, ou seja, além de algumas opções não podemos interagir muito com o jogo. Basicamente podemos escolher entre duas ou mais opções, como por exemplo ir para casa ou ao teatro, interrogar um guarda ou tentar rebentar uma porta. Cada uma destas ações têm consequências que podem ser boas, como dar-nos alguns pontos de herói, ou más como reduzir a nossa stamina ou até causar a morte da nossa personagem. Convém também dizer que não é um jogo fácil e morrer é uma constante.

ss_c7b676b0f3f64c03946c80971aec88aa12caaffb.600x338

Pelo que li, o livro original é realmente um livro e não uma banda desenhada como o jogo leva a crer. No entanto esta é uma óptima escolha e em termos visuais funciona realmente bem. Em termos de interação pouco mais fazemos do que ir clicando para fazer a história avançar e clicar para escolher algumas opções. Podemos ainda consultar no menu as pistas que fomos recolhendo durante a aventura.

Apesar dessas limitações, há algum conteúdo para ter em conta em Appointment with F.E.A.R.. Durante o jogo vamos colecionando cartas e pontos de sorte que podemos trocar por uma maior chance de ganhar cartas raras. Isto não influencia o jogo em si, no entanto é sempre bom ter algum incentivo extra para voltar a jogar.

Appointment-with-FEAR-2014-09-17-19-06-56-05

Um dos melhores aspectos do jogo é o sentido de humor, que pega nos pequenos pormenores cómicos do universo dos super heróis e os mistura neste novo universo. O nosso herói por exemplo usa uns óculos e chapéu à Clark Kent para ir para o trabalho e andar na rua, e é obviamente um jornalista. A parte engraçada é que ele usa estes acessórios mesmo que use uma mascara por baixo.

Apesar da dificuldade ser alta como já referi, o sistemas de checkpoints é óptimo e permite ao jogador repetir apenas as ultimas escolhas e assim evitar um destino infeliz, mas podem sempre recomeçar tudo de novo.

Appointment with F.E.A.R.é um jogo do género Monster Loves You! que já aqui analisei, no entanto é diferente ao mesmo tempo. As escolhas são menos obvias, o que torna o jogo bem mais complicado. Durante uma curta sessão de jogo consegui morrer algumas vezes sem perceber bem o que tinha feito de errado e isso torna o jogo bem mais interessante do que se simplesmente tivesse que clicar para avançar.

Tiago Roque

Leave A Comment