Análise: Call of Duty: Advanced Warfare

Depois de ter contado histórias da segunda grande guerra e ter mostrado o que poderiam ser alguns cenários de guerra na atualidade, Call of Duty manda pela janela o realismo que lhe restava e avança 40 anos para o futuro, para contar pela primeira vez uma história completamente de ficção cientifica.

Isto no fundo significa que se acharam Ghosts demasiado afastado da realidade, então podem ter a certeza que a Activision não ligou minimamente às vossas criticas. As histórias de Call of Duty nunca foram sobre realismo. No fundo sempre foram como que uma versão Michael Bay de qualquer conflito e a jogabilidade está tão perto de realismo como a humanidade está perto de visitar outra galáxia.

Call-of-Duty-Advanced-Warfare-6

No entanto nunca se aventurou muito em terras do futuro. No entanto eram de prever algumas mudanças na série. Depois de três jogos a Activision achou que a segunda guerra mundial estava gasta e apesar de ter regressado para World at War, a verdade é que já vai no sexto jogo a abordar a atualidade ou muito perto desta.

A premissa do jogo acaba por soar familiar a quem jogou Crysis, pois a principal novidade vem na forma de um exosuit. Este permite ao jogador ter uma série de habilidades como saltar mais alto que o normal, avançar rapidamente para a frente ou rebentar portas de veículos. Podem até abrandar o tempo em algumas situações do jogo, algo que agora tem alguma explicação mas que até estava presente nos jogos anteriores sem nenhuma.

Obviamente isto traz consigo algumas novidades na jogabilidade. Não se trata apenas de apontar a disparar como até agora. Especialmente no que toca ao multijogador nota-se uma clara evolução na capacidade de um bom jogador se destacar. Anteriormente muitos jogadores queixavam-se da falta de habilidade necessária para jogar. Maior parte das armas portavam-se da mesma forma e mesmo entre classes como “Machine gun” e “sub Machine gun” pouco alterava. Mas graças às diferenças na mobilidade e potencial do exosuit é possível realmente jogar muito melhor que jogadores mais fracos.

Call-of-Duty-Advanced-Warfare_Induction_Vision_Mode_Active

Sem ter que pensar no presente, a Sledgehammer desamarra-se da realidade e pode colocar o jogador nas situações que bem entender, ficando apenas presos pelas leis da física e pouco mais. O armamento evolui também. Apesar de as armas em si continuarem a funcionar de uma forma bastante normal, as granadas principalmente oferecem uma série de novidades interessantes que alteram a nossa forma de pensar. Estas pairam no ar enquanto as controlamos para atingirem alguém por exemplo. Ao todo temos seis tipos de granadas.

Pela primeira vez na serie temos também um pequeno sistema de upgrades. À medida que vamos progredindo na campanha podemos ir melhorando as habilidades do fato, reduzindo o recuo ao disparar, o numero de granadas que podemos transportar, entre outras. Podemos ainda ganhar novo equipamento que podemos levar para os modos online.

A história dura cerca de dez horas, o que o deixa na média dos jogos da série, no entanto Advanced Warfare acaba por ser o jogo que oferece mais razões para jogar depois de completar a história. O facto de ser um jogo futurista oferece uma desculpa para existirem mais melhoramentos para desbloquear para o próprio armamento e o fato de termos que melhorar o exosuit oferece ainda mais para melhorar.

call-of-duty-advanced-warfare

A campanha dos jogos da série sempre se resumiu a muitas explosões e muitos momentos “wow” e Advanced Warfare não fica atrás, muito pelo contrário, tendo uma coleção de fantásticos momentos, talvez uns dos melhores da série. Os próprios mapas dos modos multijogador são dos melhores que série ofereceu até hoje e o exosuit traz consigo uma nova dimensão na exploração destes. Praticamente os mapas deixaram de principalmente horizontais para oferecerem uma verticalidade que no obriga a pensar de outra forma.

Apesar de não ser uma revolução da formula é uma evolução e uma evolução necessária que vem dar um novo rumo a uma série que apesar de manter a qualidade parecia estagnada à já algumas instalações. Portanto podem contar com o melhor jogo da série nos últimos anos. Uma jogabilidade que irá parecer familiar aos fãs da série, ao mesmo tempo que introduz muito mais novidades que qualquer um dos lançamentos anteriores.

 

Tiago Roque

Leave A Comment