Análise: Switch or Die

Switch or Die é mais do que tudo adorável. Da aparência do protagonista ao som tudo nos faz sorrir no jogo. Mas a dificuldade nada tem a ver com o aspecto. Este é um jogo difícil. Switch or Die é  um jogo de plataformas e puzzles que oferece mecânicas simples, porém interessantes. O jogador inicia o jogo como uma letra minúscula “eu” que perde contato com seus amigos do alfabeto. Nível após nível o jogo torna-se mais difícil.

Para completar os níveis, o jogador usará comandos familiares de plataformas, como saltar e atirar. No entanto, a singularidade de Switch or Die é a mecanica de “Switch” onde o jogador pode mudar da minúscula para a capital e ​​fazer um duplo salto. O comando switch também pode alterar objetos dentro do próprio nível. Muitas vezes o jogador pode encontrar-se no ar, precisando de uma ação de salto adicional, mas o ato de mudar pode remover uma plataforma do seu alcance.

Muitos jogadores de jogos de PC preferem usar comandos de teclado, por isso é importante notar que um gamepad é altamente recomendado para jogar o jogo. Não é impossível jogar sem um, mas mesmo navegar pelo menu principal pelo teclado pode ser complicado. Em muitos níveis, é necessário que o jogador pule, atirar, mudar as direções e, em seguida, alternar com uma segunda temporização, e fazê-lo no teclado seria quase impossível, ou pelo menos muito complicado.

Existe definitivamente uma forte influência gráfica da Super Meat Boy, e um dos menus mostra o nosso protagonista Switch, num jogo de Super Meat Boy. Mesmo que os gráficos não sejam inovadores no design, eles fornecem uma estética limpa, calma e visualmente agradável. O tópico do alfabeto passa por todo o jogo, desde a coleta de tinta para um menu de jogo de biblioteca, mas a história parece um pouco plana. Pessoalmente nem considero que exista realmente uma e se existe está tão dispersa como as letras do alfabeto do jogo.

O ponto forte é a jogabilidade inovadora e mais do que tudo a dificuldade. Este é um jogo difícil ao ponto de ser frustrante. Enquanto que Slime-san é difícil mas me trouxe horas de diversão, Switch or Die trouxe-me alguma diversão, mas principalmente muita frustração.

Tiago Roque

Leave A Comment