Análise: Razer Naga Epic Chroma

A Razer tem na sua gama de produtos acima de tudo periféricos de grande qualidade. Não existe um único produto que pareça barato ou mal acabado. O novo Naga Epic Chroma não é excepção. Algo que a Razer raramente faz são produtos acessíveis e novamente é esse o caso, com o rato a custar cerca de 150€.

Existem ratos indicados para cada género de jogo. Apesar de poderem jogar qualquer coisa com o Naga Epic obviamente, este é perfeito para jogarem um MOBA ou MMORPG. Como painel lateral configurável podem ter acesso rápido a habilidades e itens sem ter que procurar pelo teclado pela tecla que precisam. Isto se tiverem paciência para configurar tudo isso para cada jogo que queiram jogar.

Em termos de conectividade podem contar com um rato sem fios recarregável numa base ligada por USB, mas podem desligar a base é ligar o USB directamente à base. Infelizmente foi mesmo isso eu tive que fazer pois a unidade que recebi não quis funcionar em modo sem fios de forma alguma. Mesmo depois de instalar todo o software da Razer necessário e o rato ser detectado pelo Windows o cursor ficava parado, apesar de os botões funcionarem. Isto pode ser obviamente um problema está unidade que recebi ou do utilizador que não soube fazer alguma coisa. O rato possui um botão de on/off no fundo que parece não fazer nada quando ligado com fio mas pode ter alguma importância em modo sem fios, mas que no meu caso nada alterou também.

Depois de simplesmente manter o rato ligado com fios e ir para os jogos aí revelou-se um dos melhores ratos que já utilizei. Toda a experiência de utilização é fenomenal com uma precisão incrível e juntamente à aderência providenciada pelo tapete Firefly uma utilização diferente do que estava habituado. Isto não significa melhor, simplesmente diferente. Habituar-me a utilizar o teclado lateral não foi fácil e mesmo ter visto a sua utilidade dificilmente optaria por um rato deste género para a minha utilização normal. Mas novamente, isto é algo pessoal porque raramente utilizo macros mesmo tendo periféricos que os suportam, mas isso deve-se talvez à minha preferência por experiência para um jogador e não multi-jogador competitivo.

Como o nome indica este novo rato faz parte da linha da Razer com cores configuráveis. Utilizando o software oficial,Synapse, podem alterar as cores do símbolo da Razer e outros pormenores luminosos do rato. Isto no entanto obriga a mais uma instalação que pessoalmente vivia sem. Com um pequeno botão ou combinação de botões poderíamos alterar as cores e DPIs em vez de termos que fazer tudo no Synapse. Até porque desta forma não podemos fazer isso a meio de um jogo, sendo necessário pelo menos minimizar o jogo para alterar as definições do rato. Tal como acontece com o tapete Firefly, as cores seleccionadas nem sempre são reproduzidas na perfeição no rato, com os tons intermédios como os azuis claro a parecerem todos iguais ou simplesmente a passarem para tons de verde.

Nenhum destes problemas são grandes problemas. Caso os problemas de conectividade que tive estiverem limitados a mim como utilizador ou a uma unidade defeituosa, o Naga Epic Chroma é rato excelente que apesar de um pouco massudo é funcional e leve. Devido ao maior foco na customização precisa da instalação e utilização do Synapse que pode não agradar a todos e pessoalmente também gostaria que algumas opções como a escolha de DPIs continua-se no rato.

Tiago Roque

Leave A Comment