Análise: RiftStar Raiders

RiftStar Raiders é um shooter top-down da Climax Studios que combina um estilo incrivelmente belo, combinando um primeiro plano em 3D e fundos 3D dinâmicos. Além destes elementos existe ainda uma banda sonora sutil que cria um ambiente interessante que além de ajudar RiftStar Raider a ser um bom jogo, trazem consigo muitas memórias de um género que caiu em popularidade.RiftStar Raiders  é em vários aspectos muito semelhante a um bullet hell, desde o design de nível à posição dos inimigos e sobretudo à dificuldade.

Um dos melhores aspectos RiftStar Raiders é a jogabilidade e solidez técnica. A dedicaçao e esforço dos criadores para garantir que o movimento e o combate sejam o mais fluido possível é notável. Para um jogo que depende muito da reação do jogador, isso é ótimo, especialmente porque RiftStar Raiders é um jogo realmente dificil. A compreensão total dos controles e suas nuances é obrigatório para progredir no jogo. Quando cada evento se torna num luta frenética pela vida, o jogador precisa de ter controle total das suas habilidades evasivas e de ataque.


A jogabilidade do jogo é realmente simples e não é dificil saber o que faz o quê, mas mesmo que isso aconteça o jogador pode alterar esse layout. Há algumas ocasiões em que a intensidade da jogabilidade não complementa a estética do jogo. Há momentos em que pode ser difícil saber como progredir devido às colorações semelhantes dos asteróides e no geral há demasiado no ecrã para sabermos logo como nos defender. Não há uma opção de seleção de dificuldade no jogo devido às funcionalidades on-line que garentem que todos enfrentam o mesmo desafio. No entanto,  RiftStar Raiders dá ao jogador a oportunidade de mudar o número de vidas que se tem para os eventos, o que nos ajuda bastante quando as três vidas são muitas ou poucas dependendo do desafio.  O jogo principal é relativamente curto e estas opções ajudam a tornar-lo um pouco mais interessante.

O jogo oferece muito em termos de um bom desafio, com o foco dos aspectos multiplayer do jogo. O foco que a Climax Studios fez no multiplayer é extremamente bem feito. O jogo é, na maioria das vezes, gerenciável para jogadores solo, mantendo ao mesmo tempo o desafio e o prazer de  jogar com os amigos, o que é fundamental quando se trata de progressão. O jogo possui uma enorme quantidade de opções de personalização e jogadores têm a capacidade de alterar todo o carregamento das naves. A quantidade de opções de personalização é grande e em todos os aspectos.  Juntamente com as diferentes opções de carregamento que o jogador pode selecionar, cada opção pode ser atualizada ainda mais, permitindo que as vantagens sejam colocadas em cada opção.  Cada uma dessas vantagens e atualizações custa uma quantidade cada vez maior de Starbux, a moeda no jogo.

Isso, Com amigos, ou como uma maneira de matar o tempo, o grind do jogo pode-se tornar agradável, no entanto, com a dificuldade crescente do jogo, o jogador acaba repetir níveis vezes sem conta até ganhar o dinheiro de que precisa. Esta necessidade incessante de grinding para tornar o seu navio o melhor não traz consigo conteúdo significante e acaba por ser um preenchimento artitificial de tempo. RiftStar Raiders tem picos de dificuldade que podem definitivamente afastar os jogadores e o grinding irá afastar muitos outros, mas aqueles que gostam de desafios irão encontrar um aqui.

Tiago Roque

Leave A Comment